um amor que seja bom

Um dia eu conheci o Jeff. O Jeff é voluntário na Cruzada Estudantil. Ele me contou de uma estratégia “mega-power” usada no AeO, onde estudantes usam músicas ditas ‘seculares’, para a partir das letras cantadas puxar o gancho para o evangelismo. E ontem eu estava lembrando da música “Segredos” do Frejat (que eu gosto muito porque me identifico com ela demais). E me diga mesmo: esse é ou não é o grito de uma geração? Achar alguém que nos ame, e continue nos amando mesmo depois de conhecer os nossos segredos, medos, erros e falhas de caráter. Tanto no nível físico, quanto no espiritual, essa letra fala muito do que todos nós procuramos: “um amor que seja bom”. O clipe da música ilustra bem a busca sem descanso desse amor. Eu continuo procurando no nível físico, o tempo todo sentindo saudade daquilo que ainda não vivi. No nível espiritual já encontrei, só preciso conhece-lo mais e mais…

[sendo usada ou não como gancho pra evangelismo, isso é que é poesia.]

Anúncios

começando bem a segunda

Quando quiser conhecer bons blog, ore a Deus e peça pra ser tão abençoado quanto eu. Numa manhã preguiçosa de segunda-feira, não existe nada melhor que, antes de trabalhar de fato, ler alguma coisa boa, poética e agradável; uma dica de filme, de música, de atitute pra vida; uma palavra de exortação, reflexão, de bom humor; tudo isso no seu agregador de feed. E ai sim começar a trabalhar embalado por uma música de boa qualidade e pela esperança/certeza de que essa será mais uma semana que o Senhor fez, e por isso ficar feliz.

“As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade. A minha porção é o SENHOR, diz a minha alma; portanto esperarei nele. Bom é o SENHOR para os que esperam por ele, para a alma que o busca. Bom é ter esperança, e aguardar em silêncio a salvação do SENHOR.” (Lamentações 3.22-26)

Bob Marley no hinário

Igrejas na Jamaica cantam Bob Marley e Peter Tosh
Anglicanos que preparam um novo hinário para a denominação na Jamaica revelaram que vão incluir nele as canções de reggae “One love”, do rastafari Bob Marley, e “Psalm 27”, de Peter Tosh. Segundo o porta-voz da igreja no país, pastor Ernle Gordon, anglicanos jamaicanos demonstraram intusiasmo ao saber da notícia, apesar de os dois músicos terem escrito canções contrárias ao cristianismo e fazerem apologia das drogas.
Fonte: Revista Enfoque – Outubro 2007

Tradução da musica aqui. Não sei vocês, mas gosto demais da letra de Is This Love.

fazendo a Sua vontade

1 – Deus fala comigo
2 – Nossas conversas são baseadas num relacionamento de amor com Ele
3 – Ele fala comigo e me chama para me juntar ao que está fazendo
4 – Como sabemos, Ele fala através da Bíblia, de circunstâncias e da Igreja
5 – O convite que Deus faz leva você naturalmente a uma CRISE em sua fé, e você vai precisar de fé e ação
6 – É preciso fazer AJUSTES profundos em sua vida para que se torne possível juntar-se ao que Deus está fazendo
7 – Passamos a conhecer a Deus pela experiência, a medida que obedecemos e Ele realiza o que faz por meio de nós.

O exemplo do tio Moisés

1 – Deus falou com ele pela primeira vez, Ele já estava empenhado, trabalhando constantemente ao redor da vida dele, desde criança, até que ele matou o egipicio e blá blá blá

2 – Deus não deu a ordem pela primeira vez, ou de cara, teve toda uma conversa, até que os dois já tinham um certo relacionamento

3 – Deus convida Moisés para libertar os Isreaelitas, que é uma coisa que Ele já queria fazer (a iniciativa da ação NUNCA é minha)

4 – Na época não tinha a bíblia, nem a manifestação do Espírito nos homens (Igreja), mas Deus falava através da sarça e das circunstâncias

5 – O chamado causou uma crise em Moises, e aquela chuva de perguntas: “mas o que é que eu vou dizer? Sei nem falar!”- Moisés precisou decidir, e ele escolheu obedecer, com a mãozinha básica de Deus, óbvio

6 – Moisés precisou ajustar sua vida à nova missão: saiu de sua terra, deixou sua esposa e seus filhos e precisou ir enfrentar seu passado, no Egito. Imagino o quanto isso deve ter sido duro!

7 – A experiência com Deus fez com que Moisés fosse conhecendo-O mais aos poucos, dia a dia, enquanto obedecia seus comandos e Deus fazia o que queria (alimentar o povo, fazer sinais, destruir inimigos) através dele.

[resultado de uma conversa com o Jeff via msn]

fiquei sem ar

Estratégia tão louca que me deixou até sem ar. Que povo mais maluco! Que povo mais ousado! Que povo mais, mais, mais….ungido!Quer saber do que se trata? Só visitando pra saber!  www.sexxxchurch.com

“Mais cedo ou mais tarde você irá perceber, assim como eu percebi, que há uma diferença entre conhecer o caminho e andar por ele.” Morpheus (Matrix)

Calendário

outubro 2007
D S T Q Q S S
« set   nov »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031