O Bicho de Rondônia

Meu agregador de feeds é uma eterna metamorfose ambulante. Todo dia eu mudo de idéia com relação ao que é ou não importante nas minhas leituras diárias. Algumas coisas eu leio dinamicamente. Os posts de ‘figurinhas’ são só pra rir e compartilhar, na esperança que meus amigos também riam comigo. Mas tem outras coisas que eu deixo lá, guardado, aguardando tempo e cabeça fria pra ler com mais atenção. Porque são textos que me tomam tempo, que me fazem pensar, quem são, em sua maoria, longos e que eu sei que causarão algum tipo de reboliço, de mudança em mim. Um deles é o Bicho de Rondônia. Um cara tímido, que nunca tinha se mostrado. O máximo de imagem que eu tinha visto dele era uma camisa vermelha com mata verde ao fundo. Do nada o cara resolve aparecer, mostrar a cara. E você acha que ele colocou foto no orkut? Nada! Ele saiu na revista Época. Além de ser o entrevistado de uma matéria, o cara teve destaque com foto no índice. Quando eu vi a matéria da capa fui correndo pra banca ver a revista impressa. “Filho da mãe, se escondeu tanto da gente e se revelou pro mundo numa revista!”. Mas o cara merece, escreve como ninguem e é bacana demais. O Téo é um exemplo, dos mais clássicos, de que a internet veio mesmo pra nos tirar do isolamente (ou para nos isolar, dependendo da cosmovisão). Parabéns, Téo! Vamos refazer o layout do blog que você agora é famoso! hehehehe

“Mais cedo ou mais tarde você irá perceber, assim como eu percebi, que há uma diferença entre conhecer o caminho e andar por ele.” Morpheus (Matrix)

Calendário

setembro 2009
D S T Q Q S S
« jun    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930