geninhos precoces

Alguém viu o pernambucano Vitor Aráujo no Caldeirão do Huck? Ele também se apresentou no Jó Soares e no Altas Horas. Mais eu vi mesmo no Caldeirão e fiquei vidrado com a interpretação do garoto. Ele tirou erudito do pop e pop do erudito no seu piano de calda, numa interpretação de arrepiar. O cara tira som de dentro do piano, das teclas, da caixa de madeira, fica em pé sobre ele, parece até que dá uma incorporada no meio da música. Genial! E o cara só tem 19 anos! Ai eu fico pensando, que geração precoce essa nossa que tem tantos gênios (tão novos) na poesia, na música, na arte, na informática…

Outro exemplo é a Malu Magalhães. Ela pode até ser marcha-lenta na hora de falar alguma coisa, mas enquanto cantora e compositora ela manda bem demais. E a menina só tem 16 anos. Ela é tão precoce que tá namorando um pedófilo cara de 30 anos, nada menos que Marcelo Camelo (Los Hermanos).

Voltando a falar em interpretação, também tava assistindo uns videos de algumas outras bandas novas pra mim e pensando sobre padrões. Quando o cantor não faz cara de comercial a gente acha estranho, queremos novidade mas temos medo do novo. E se você for evangélico pior ainda, que logo vai achar que aquela perfomance músical tão passional tem algo a ver com espiritismo. Nós e nossos padrões…

Ah, achei um video da banda que assisti no último final de semana, que falei aqui uns dois posts atrás. O vocalista tá bem comportado nesse video, diferente do louco que eu assisti no último sábado. O vídeo tá um ‘pouco’ tremido, mas ta valendo pra ouvir a música pelo menos. Rock alagoano de qualidade. Apreciem!

Anúncios
“Mais cedo ou mais tarde você irá perceber, assim como eu percebi, que há uma diferença entre conhecer o caminho e andar por ele.” Morpheus (Matrix)

Calendário

junho 2019
D S T Q Q S S
« set    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30