geninhos precoces

Alguém viu o pernambucano Vitor Aráujo no Caldeirão do Huck? Ele também se apresentou no Jó Soares e no Altas Horas. Mais eu vi mesmo no Caldeirão e fiquei vidrado com a interpretação do garoto. Ele tirou erudito do pop e pop do erudito no seu piano de calda, numa interpretação de arrepiar. O cara tira som de dentro do piano, das teclas, da caixa de madeira, fica em pé sobre ele, parece até que dá uma incorporada no meio da música. Genial! E o cara só tem 19 anos! Ai eu fico pensando, que geração precoce essa nossa que tem tantos gênios (tão novos) na poesia, na música, na arte, na informática…

Outro exemplo é a Malu Magalhães. Ela pode até ser marcha-lenta na hora de falar alguma coisa, mas enquanto cantora e compositora ela manda bem demais. E a menina só tem 16 anos. Ela é tão precoce que tá namorando um pedófilo cara de 30 anos, nada menos que Marcelo Camelo (Los Hermanos).

Voltando a falar em interpretação, também tava assistindo uns videos de algumas outras bandas novas pra mim e pensando sobre padrões. Quando o cantor não faz cara de comercial a gente acha estranho, queremos novidade mas temos medo do novo. E se você for evangélico pior ainda, que logo vai achar que aquela perfomance músical tão passional tem algo a ver com espiritismo. Nós e nossos padrões…

Ah, achei um video da banda que assisti no último final de semana, que falei aqui uns dois posts atrás. O vocalista tá bem comportado nesse video, diferente do louco que eu assisti no último sábado. O vídeo tá um ‘pouco’ tremido, mas ta valendo pra ouvir a música pelo menos. Rock alagoano de qualidade. Apreciem!

Anúncios

Puro capricho de Deus?

É incrível pensar num Deus capaz de criar o universo com tanta beleza e o ser humano tão complexo. Tudo no nosso corpo tem uma função. Lembro da professora de ciências que falava que a função da sobrancelha era evitar que o suor caisse diretamente em nossos olhos. Eu nunca mais esqueci aquilo, fiquei maravilhado com o cuidado de Deus nos detalhes de sua criação. Deus nos deu a voz para a comunicação, mas para algumas pessoas ela funciona para encantar. Elas nascem com aquele dom especial de combinar os tons na melodia e cantar de uma maneira tão perfeita que os nossos ouvidos não podem ignorar sem emitir ao cérebro a mensagem de que aquilo é arte em forma de ondas sonoras. Dai eu fico pensando: isso é puro capricho de Deus? Ou Ele também gosta de arte e poesia?

vamos ter as nossas canções

Nós vamos ter uma trilha sonora, aquela com as nossas músicas prediletas. Traz as suas pra mim que eu te mostro as minhas, e depois a gente escolhe aquelas que contam melhor a nossa história (todo casal tem uma música pra chamar de sua). E dai quando eu estiver longe, vai bastar ouvir nossas canções pra sentir o coração apertar e desejar voltar correndo pra pertinho de você.

Tocarão as nossas músicas em nosso casamento. Vamos ouvir cada uma delas e rir das frases que falam dos nossos sentimentos, da nossa história, do nosso amor. Vou dançar uma delas com você, se bem que eu nem sei dançar. Mas nesse dia eu nem vou me importar com o que os outros estão achando, seremos apenas eu e você naquele salão. E nos daremos conta de que não estamos a sós quando eu pisar no seu pé e ouvirmos os convidados rindo de nós. Novamente vamos cair na gargalhada, sem saber direito se rimos do erro da dança ou do acerto des nossas escolhas, do nosso sim.

Ele virá, assim como prometeu

Ontem assisti a um show de soul. Foi o aniversário de três anos do grupo em que vários amigos meus cantam, o Vocalliz Soul. Pra falar a verdade me surpreendi com o que vi e ouvi, qualidade musical e muita paixão explodindo no palco. Programa perfeito pro sábado a noite. E das tantas músicas cantadas ontem, uma me fez refletir sobre a vinda de Jesus. Em tempos em que a existência de céu e inferno estão tão desacreditados, é bom ouvir músicas como essa, do Leonardo Gonçalves, que você pode assistir e ler a baixo. É emocionante saber e ter essa esperança de que Ele virá, assim como prometeu, pra regastar quem creu e por Ele esperou. Eu sei, Ele virá, e penso em como eu estarei quando encontrar com Jesus.


Os sinais já se podem ver
Ele em breve virá
Penso em como eu estarei
Quando encontrar meu Senhor

Os meus olhos verão o Rei,
Seu olhar de amor,
Como estarei quando enfim vier?

Ele virá resgatar quem o esperou
Ele virá, prometeu e será fiel
Eu posso esperar meu Senhor
Eu posso confiar, Ele voltará

(…)

Sob as nuvens eu já posso ver
Eu reconheço o meu Mestre
E Seu olhar
Todo o meu medo já passou
Quanta saudade eu senti
Agora sei que estou liberto
Sei que virá

quando a Amy vai morrer?

Tenho pena da Winehouse. A mulher canta muito, tem talento de sobra pra compor canções super originais (letra e música), tem uma voz forte e marcante, um monte de prêmios que reconhecem o seu talento, mas não tem mais um pingo de amor próprio. Já conheci as músicas da Amy na fase em que sua vida pessoal não ia lá muito bem. Fico olhando as fotos de como ela era no começo de sua carreira e de como ela está agora e sinto muita dó. E imaginar que um relacionamento com a pessoa errada pode acabar com uma vida.

Em julho desse ano Amy foi internada por ter consumido maconha em excesso, 36 horas seguidas, que pode ter causado uma lesão cerebral na cantora. Os médicos disseram que ela apresenta sintomas de esquizofrenia. O triste fim de Winehouse é tão certo como o destino de um traficante numa favela. E isso é tão sério que existe uma bolsa de apostas na internet sobre o dia em que ela vai morrer: “When will Amy Winehouse die?“. Quem acertar a data ganha um iPod Touch. No mesmo site tem um slideshow com as fotos sofridas da Winehouse.

Isso me lembra a história de um menor infrator de 11 anos que vi na tv. Perguntado sobre qual seria o seu futuro, ele respondeu “a morte!”. Aquilo me deu a impressão de que na verdade aquela criança fazia tudo aquilo como uma forma de se autodestruir, uma fuga da vida que ele levava, ele queria morrer mesmo. A Winehouse já falava disso em uma de suas músicas: “E pergunto pra mim mesmo denovo: qual é a dos homens? Meu lado destrutivo cresceu considerávelmente”. Eu acho que ela quer morrer também.

“Mais cedo ou mais tarde você irá perceber, assim como eu percebi, que há uma diferença entre conhecer o caminho e andar por ele.” Morpheus (Matrix)

Calendário

novembro 2017
D S T Q Q S S
« set    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930