“brazileiro” é celebridade na china

Só na china mesmo! Eu fico observando os brasileiros ao lados dos chineses e é incrível a diferença entre nós e eles. Eu fiquei rindo imaginando, por exemplo, brasileiros participando da cerimônia de abertura de Pequim, como na primeira parte, nos tambores, onde o gingado iria prevalecer sobre a sincronia.

E já percebeu como brasileiro se destacam lá? Brasileiro é celebridade em Pequim. O fotógrafo da época Ricardo Corrêa destacou bem isso no seu blog “Big Close“. Quando viu alguns brasileiros “vestidos de ‘brazucas’ (perucas, camisa da seleção, pandeiro, corneta)“, pediu para que se juntasse para uma foto. O resultado: virou atração turística pra chinês ver, todo mundo queria tirar fotos.

Muito engraçado, queria tá na hora pra ver isso. Coisas que só a internet e uma câmera digital proporcionam pra gente. Ah, sem falar que as fotos são ótimas, ponto (e crédito) para o fotografo.

Fotos: Ricardo Corrêa (Blog Big Close)

Anúncios

maquiando com esperança

Alguem dúvida que essa foi a mais perfeita cerimônia de abertura de todas as Olimpíadas? Ou pelo menos dos últimos 26 anos (que é até onde eu posso falar). A perfeição dos movimentos, a incrível variedade de cores, a alta tecnologia e a história contada com tanta elegância e pompa. Mas não é só de boas imagens que essas olimpíadas são feitas. As polêmicas sobre a exploração humana, a desigualdade social escondida a todo custo, as lutas políticas e o elevado índice de extermío denunciado pela Anistia Internacional, estão sujando a imagem até então desconhecida para muitos. Quando comentava com minha mãe sobre a beleza do show de abertura, a primeira frase dela foi: “Mas dá muita tristeza saber que por trás disso existe tanta exploração humana”.

Mas de tudo que eu vi, o que mais me marcou foi a história do pequeno Lin Hao, menino chinês de 9 anos, que entrou junto à estrela de basquete Yao Ming, no Ninho do Pássaro, carregando a bandeira da China. Ele foi um dos sobreviventes e está sendo chamado de “Pequeno herói” do terremeto de Sichuan em 12 de maio, onde só prédios escolares caíram. Segundo o comentarísta, enquanto estava debaixo dos escombros aguardando socorro ele incentivou os seus amigos de classe a cantar para ajudar a polícia na localização das vítimas. Além disso ele ainda voltou para resgatar outros dois estudantes quando já estava a salvo, o que resultou em alguns machucões na sua cabeça. Nada melhor do que um herói mirim para desviar os olhos da mídia das coisas ruins que acontece no país, né! Mas não deixa de ser uma bonita história.

“Mais cedo ou mais tarde você irá perceber, assim como eu percebi, que há uma diferença entre conhecer o caminho e andar por ele.” Morpheus (Matrix)

Calendário

novembro 2017
D S T Q Q S S
« set    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930